A formação de educadores de infância na V Região Académica - MsC Inácio Ramos

Autor:  Inácio Ramos  

(Dissertação de Mestrado em Teoria e Desenvolvimento Curricular pelo ISCED-Huila)

Resumo

A massificação das escolas angolanas nas últimas décadas do século admite mudanças quantitativas e qualitativas para dar resposta aos novos problemas e às novas aplicações que lhe são confirmadas, requerendo das instituições educativas um compromisso responsável na formação inicial dos educadores. A presente investigação intitulada "A formação de educadores de infância na V Região Académica de Angola e a Inclusão Educativa” pretende abordar a formação de Educadores de Infância e a inclusão educativa a partir da comparação dos currículos vigentes na Escola Superior Pedagógica do Bié/Angola e na Universidade de Évora/Portugal, caracterizando as componentes de formação, no âmbito das NEE e da educação inclusiva. Visa-se assim num primeiro estudo, verificar em que medida tais planos de estudos são ou não sensíveis às temáticas da diversidade e da inclusão, partindo de uma metodologia baseada na análise documental da estrutura dos planos de estudos das duas instituições. Num segundo estudo, visa-se conhecer a percepção dos professores do curso de Educação de Infância sobre a formação prestada em matéria de atenção à diversidade e à inclusão, através de entrevistas a cinco professores.

Os resultados do primeiro estudo apontam para a necessidade de aprimorar a componente de formação básico-específica da Escola do Bié, através de um plano de estudos ajustado à práticas inclusivas em função das actuais exigências.

Os resultados do segundo estudo indicam que, no que se refere à inclusão e a uma educação inclusiva são, sobretudo, referidos aspectos e princípios gerais que os professores consideram dever existir para promover ou vir a implementar numa escola inclusiva, o que aponta para a quase inexistência de medidas intencionais e sistematizadas para a promoção da inclusão e/ou a existência ainda de um conhecimento a emergir a este respeito.

PALAVRAS-CHAVE: Formação inicial, Educadores de Infância, Diversidade; Inclusão, Currículo, Planos de Estudo