A prevenção de comportamentos anti-sociais e o melhoramento do trabalho educativo desde o vínculo escola-família - PhD Domingas Vissupe

Autora: Domingas Vissupe PhD

(Tese de Doutoramento)

RESUMO

Para a prevenção de comportamentos anti-sociais e o melhoramento do trabalho educativo desde o vínculo escola-família,  se  realizou a investigação, com  objectivo de caracterizar a expressão emocional das crianças angolanas de 8 a 10 anos de idade e a sua  relação com o funcionamento familiar. Utilizou-se um enfoque misto de triangulação concorrente (DTRIAC), com um tipo de estudo exploratório-descritivo na primeira e, correlacional na segunda etapa. A amostra foi de 325 crianças da província de Bié, seleccionada a partir de um conjunto estratificado por racimos. Para a recolha da informação foram utilizadas as seguintes provas psicológicas:  Questionário Infantil de Emoções, Caixa Secreta, Informe escolar, Entrevista Psicológica para a criança e para a família, Teste de Completamento de  Frases, Observação, Questionário de Manifestações de Emoções negativas, a Técnica  “Viajando com a minha família” e a Prova de Percepção do Funcionamento Familiar. Os resultados obtidos permitiram identificar algumas emoções positivas como a alegria e maior predomínio de emoções negativas principalmente a ansiedade e a tristeza manifestadas tanto de forma extra-verbal como verbalmente. Predomina uma família moderadamente funcional, existindo relação entre o funcionamento da família e a expressão emocional da criança. Portanto, é característico o estilo educativo autoritário e permissivo nas famílias angolanas;  prevalecendo nas famílias funcionais, um estilo semi-expressivo ou expressivo e nas famílias disfuncionais se distingue o emprego de um estilo repressivo ou expressivo desajustado.